De tirinha de jornal com apenas dois personagens à marca com o maior número de licenciamentos do Brasil. Essa foi a evolução da Turma da Mônica desde a sua criação, em 1959, até hoje. Atualmente são quase três mil produtos, desde brinquedos até alimentos, e a marca se prepara para entrar em uma nova fase, ingressando nas plataformas mobile e redes sociais com o foco nas novas gerações conectadas.

Os licenciamentos são responsáveis por pelo menos 90% do faturamento da Maurício de Sousa Produções, que movimenta anualmente R$ 2,7 bilhões. Entre os mais representativos estão a linha editorial, que conta com mais de um bilhão de revistas publicadas em 120 países, e a de produtos infantis, principalmente com as fraldas descartáveis. As duas categorias, juntas, representam cerca de 40% do faturamento total da empresa.

 

O bom desempenho dos licenciamentos da marca Turma da Mônica está ligado ao pioneirismo e às gerações de pais que tiveram experiências com os personagens e querem transmiti-las aos filhos. “As crianças da década de 60, 70 se tornaram pais que acharam interessante repassar para os filhos. Podemos dizer hoje que a Turma da Mônica já está na sua terceira geração de público, porém, o interessante é que eles se atualizam para acompanhar o tempo e isso é fundamental para conquistar as novas gerações”, explica Arnaldo Rabello, especialista em marketing infantil.

A mudança de paradigma das marcas, mais focadas na busca por valores e na relação emocional, construiu para a Turma da Mônica a imagem de uma infância saudável e que representa o lúdico e o fantasioso. “Quem se identifica com isso o faz em várias categorias de produtos, por isso essa diversidade tão grande de licenciamentos. O personagem empresta aos produtos tanto os atributos de diversão, quanto dessa relação com a infância e com os valores da Turma da Mônica”, completa Rabello.