Criado na Suécia, em 2009, o videogame Minecraft já estendeu seus domínios a 105 países e é jogado atualmente por mais de 100 milhões de pessoas. A maioria delas se situa na faixa que vai dos 10 aos 17 anos. Essa extraordinária multidão de aficionados não raro passa mais da metade do dia jogando. 

De acordo com o “WSJ”, o lucro da desenvolvedora saltou de 325 milhões de coroas suecas (US$ 50,5 milhões) para 816 milhões (US$ 127 milhões) em 2013. O faturamento da Mojang aumentou 38% no ano, alcançando a marca de 2 bilhões de coroas suecas (US$ 311 milhões).

Segundo a reportagem, a maior despesa da empresa decorre do pagamento de royalties a uma outra empresa de Markus “Notch” Persson, criador de “Minecraft” e dono da propriedade intelectual do game.

Karin Severinson, chefe de operações financeiras da Mojang, afirma que “Notch” ganhou 821 milhões de coroas suecas (US$ 128 milhões) em 2013 dessa forma.

Da receita total da empresa, as vendas de “Minecraft” para PC respondem por 38%. A versão de videogames equivale a 30% do faturamento, enquanto o jogo para dispositivos móveis tem 25% de participação.